Buscar
  • NEPAT-UFMG

#13: Hannah Arendt e a banalidade do mal [com Adriano Correia]



A seus postos, Alian√ßa Rebelde! ūüéô


Est√° o ar mais um epis√≥dio do Desnazificando! E hoje n√≥s vamos falar sobre um tema que voc√™s j√° nos pediram muito: o conceito de banalidade do mal. Como voc√™s sabem, estamos fazendo no nosso instagram a Semana da Hannah Arendt em homenagem ao anivers√°rio dessa fil√≥sofa que n√≥s amamos tanto. Voc√™s sabem que a gente fala da Arendt desde o nosso epis√≥dio piloto, mas ainda n√£o t√≠nhamos feito um epis√≥dio mais elaborado sobre ela ou sobre sua teoria. Ent√£o esperamos que voc√™s gostem de mais esse conte√ļdo da Semana Hannah Arendt!


O conceito de banalidade do mal √© possivelmente o conceito mais famoso de Arendt, fruto de sua an√°lise do julgamento do nazista Adolf Eichmann em Jerusal√©m. Mas como podemos definir esse conceito? E quais s√£o as aplica√ß√Ķes poss√≠veis? Afinal, ser√° que ainda podemos falar de um mal banal na atualidade?


Pensando nisso, n√≥s chamamos pra bater esse papo com a gente o Adriano Correia, professor de √©tica e filosofia pol√≠tica da Universidade Federal de Goi√°s. Ele atualmente √© um dos maiores pesquisadores brasileiros da obra de Hannah Arendt, com destaque para os livros: "Hannah Arendt e a modernidade: pol√≠tica, economia e a disputa por uma fronteira", de 2014, "Hannah Arendt", de 2010 e "Transpondo o abismo: Hannah Arendt entre a filosofia e a pol√≠tica" de 2002. Ele tamb√©m foi respons√°vel pela revis√£o e a apresenta√ß√£o das duas edi√ß√Ķes brasileiras de "A condi√ß√£o humana", de Hannah Arendt. J√° deu pra perceber que estamos muito bem acompanhadas hoje, n√©?

Referências mencionadas no episódio:


Referências bibliográficas do episódio:

Adriano Correia. Hannah Arendt e a modernidade: política, economia e a disputa por uma fronteira.

________________. Hannah Arendt.

_______________. Transpondo o abismo: Hannah Arendt entre a filosofia e a política.

_________________. VI Edição do Seminário Filosofia de Quinta: a banalidade do mal segundo Hannah Arendt.

______________. "Quem sou eu para julgar?" - Ciclo de palestras sobre Hannah Arendt.

_______________. O conceito de mal radical.

David Cesarani. Becoming Eichmann.

Hannah Arendt. Eichmann em Jerusalém.

________________. Responsabilidade e julgamento.

________________. Origens do totalitarismo.


Lembrando que todos os livros e referências bibliográficas mencionados em todos os episódios estarão na nossa lista da Amazon, disponível aqui!

Onde ouvir?

O episódio pode ser ouvido pelos principais agregadores listados abaixo e aqui pelo nosso site.


Anchor

Spotify

Deezer

Apple Podcasts

Podcast Addict

Spreaker

Breaker

Pocket Casts

RadioPublic

Player FM

RSS Direto

Castbox

Stitcher

Blubrry

Google Podcasts

TuneIn

Overcast

Youtube

7 visualiza√ß√Ķes

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube